sábado, 5 de setembro de 2009

No caminho da luz



Astro rei em tua grandeza
Dourado manto te acalentas
Na maciez da pele te aquece
Refletindo nos longos cabelos
O sedoso cintilar o teu brilho

Na umidade que se faz nos poros
Transpiras o teu perfume na brisa
Moldurando os sonhos e meus desejos
Nas suaves curvas bronzeadas
A tua delicada carmurça de orquídea

Sou cativo do teu olhar afetuoso
Nos rosados lábios rendendo-me inteiro
Em teu sorriso a ternura de amar
Teu jeito feminino de ser primavera
E nos verões se desnudar em flores

Percorro todas as tuas tristezas
Em cada momento dividir teu pranto
Sem buscar todas as respostas
Nem querer saber se vale a pena
Lado a lado, a vida com novas perguntas

Alçando vôo numa viagem da vida
Ouvindo os corações em silêncio
Na tênue linha entre a razão e o amor
Na mesma direção dos olhos nos olhos
No caminho da luz em nós mesmos