sábado, 8 de dezembro de 2012

O abraço ausente


川井郁子 Ikuko Kawai ヴォカリーズ Vocalise[嵐が丘.Live.Concert.Tour.2005]


De repente distraiu-se a lucidez
Os braços envolveram as tuas costas
Na pele dos ombros os lábios roçaram
Pelo pescoço afagaram sorrateiros

Entregando-se no perfume dos cabelos
Deslizando as mãos se aleitaram
Intencionadas na maciez dos seios
Buscaram nutrir na clareza do instinto  

Tuas pálpebras rendidas à escuridão  
No profundo poço dos teus desejos
Deslocou-se o movimento do ar
Na tua respiração descompassada

O arrepio percorreu o teu corpo
No coração um incontrolável batimento
Na insaciável sede de se somar
Dois corpos para se tornarem n'um

Saciando na água cristalina e fresca
Abrandar a secura mais louca e intensa
No tempo explícito o obsceno cortejo
Transbordando-a incontida no amar afoita

Derramar-se aos braços da entrega
Render-se ao mais infinito abandono
Puramente, com a mente, inteiramente
Confiante na queda livre das sensações

De repente, no quebrantar do condão
Abandonas o feitiço cessando a luz
Fragmentas os sonhos c'o a tez abatida
Despertando-se nos braços ausentes

Sei que sabes o quanto despertas
A tua realidade reclama, te clama
Não tenhas remorso se morro
Sabes que ambos morremos no sonho

E no insistente alento de esperança
Nem tudo é como o coração deseja
Mas, indubitavelmente, o amor será
O amor será como ele quer que seja